sexta-feira, agosto 17, 2007

Das dores...




Cada um sabe bem da dor que lhe vai ao coração.
Mas há dores que simplesmente são tão profundas, sufocantes e transformadoras.
Acho que a dor da morte é algo que não tem nem o que se dizer. Tenho várias questões em relação à morte. Sou cristã e creio que Jesus Cristo entregou sua vida por nós, para que vivêssemos para sempre. E esta esperança é o que me conforta, porque querendo ou não, a aproximação da velhice, faz com que pensemos que um dia ela chegará.
Pensar, no entanto, na perda de pessoas muito próximas e queridas nos traz algo estranho e sempre queremos afastar essa idéia da cabeça. Acho que a morte de alguém querido, nos faz morrer um pouco também, assim senti quando perdi minha avó.
É você olhar para os olhos de quem está se indo e olhar através do espelho e não querer que aquela pessoa vá pro lado de dentro dele.
Essa semana está sendo muito triste, tenho sentido a dor de amigos que perderam, uma a sua mãezinha e outro o seu pai. Choro o choro junto com eles, só que sei que essa dor não é nem um grãozinho de areia se comparado ao areial que cai sobre eles.
Ouvir suas vozes dolorosas, me partem o coração.
E penso em Deus, o que Ele pensa sobre a morte? Sobre as lágrimas derramadas por essa dor...
Jesus também chorou a morte de Lázaro e penso na dor que sentiu...como foi essa dor, Ele o ressuscitou! são tantas questões sem respostas.
Que essas lágrimas, não inundem demais o coração de meus amigos!

Deixo um poema de Cecília Meireles

Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo o dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.

Um comentário:

•·.·£¡ä ´`·.·• •εïз•® disse...

A vida continua por aqui, não é fácil lidar com perdas.

O livro Através do Espelho, de Jostein Gaarder, aborda a morte pela ótica de uma criança doente em diálogo com um anjo, com direito a questionamentos sobre o que faz Deus e de como é lá do outro lado do espelho.

Força para os seus amigos.

beijinhos,
Li